Justiça mantém prisão de manifestantes contra privatização da Sabesp. Liberdade para Hendryll e Lucas!

Justiça mantém prisão de manifestantes contra privatização da Sabesp. Liberdade para Hendryll e Lucas!

Nota nacional 03/23

A Justiça de São Paulo manteve em prisão preventiva dois militantes da Unidade Popular que participaram de manifestação contra a privatização da Sabesp, na noite de 06 de dezembro, durante votação do projeto de lei na Assembleia Legislativa de São Paulo. Hendryll Luis e Lucas Carvente foram presos junto a Ricardo Senese e Vivian Mendes, presidenta estadual da UP em São Paulo. Ricardo e Vivian foram liberados após audiência de custódia, mediante pagamento de fiança. Os quatro respondem por associação criminosa e resistência à prisão. Hendryll e Lucas respondem ainda por agressão.

A medida é uma evidente perseguição política a militantes que se opõem aos projetos de privatização do governo de São Paulo. Basta lembrar a recente demissão de oito metroviários, após a forte greve da categoria em outubro, junto aos funcionários da CPTM e da Sabesp. Parlamentares da base do governo também contribuíram para criminalizar quem luta contra as privatizações, divulgando desinformação para estimular ataques à luta dos trabalhadores.

Governo, deputados, justiça e grande mídia atuam conjuntamente para acelerar as privatizações, enquanto perseguem alguns trabalhadores para «servirem de exemplo», na tentativa de intimidar o conjunto da classe trabalhadora que resiste. É preciso denunciar as demissões e prisões, e envolver todo o movimento popular e sindical para responder aos ataques privatistas e autoritários do governo de Tarcísio de Freitas! Nos solidarizamos aos militantes da UP, e exigimos a imediata libertação de Hendryll Luis e Lucas Carvente!

Pela liberdade imediata de Hendryll e Lucas!
Contra as privatizações da Sabesp, dos trens e metrô!

OSL, 09 de dezembro de 2023


Organização Socialista Libertária

Original -link-

as