[CALA] Solidariedade à luta do povo palestino

[CALA] Solidariedade à luta do povo palestino

Nota da Coordenação Anarquista Latino-Americana (CALA) sobre os recentes eventos na palestina.

Há mais de 70 anos, a entidade europeia sionista autoproclamada “estado de israel” impõe ao povo palestino o horror do genocídio e da colonização, rouba suas terras, constrói prisões a céu aberto onde testa seus armamentos assassinando crianças e destruindo hospitais, impõe a segregação racial e religiosa, invade templos sagrados, se apropria dos recursos, prende, sequestra e mata palestinos e palestinas, submetendo o povo ao mais cruel regime de apartheid e terrorismo de estado que se tem notícia no planeta hoje.

Os ataques, explosões, destruições e assassinatos de agora não são uma novidade nem uma exceção: essa é a rotina a que o invasor submete o povo da faixa de gaza e de todos os territórios palestinos diariamente há décadas. 

A ocupação colonial do território palestino é um terror inaceitável contra a qual é justa toda a resistência popular por todos os meios. Não existem dois lados em conflito e nem uma guerra em curso – diante da ocupação, do genocídio, da perseguição e da tentativa de limpeza étnica, o povo que se defende tem nossa solidariedade e nossos punhos erguidos em apoio rebelde.

O mundo não terá paz enquanto houver israel e sua política de horror. Os Estados Unidos e a Europa, de quem o estado sionista é um fantoche, são responsáveis pelas crianças palestinas assassinadas dentro de casa, são os autores e coautores do processo colonial que submete milhões de pessoas ao exílio, ao refúgio, à submissão.

Há mais de 70 anos, o heroico povo palestino resiste por todos os meios que consegue. Em cada vila, em cada cidade, em muitas organizações políticas e sociais, nos movimentos populares, nas casas e nos templos, o povo palestino afirma e atesta que é dono da sua própria terra e que será dono do seu próprio destino.

É dever dos povos do mundo, das forças políticas que lutam contra o capitalismo e o colonialismo desde a América Latina, estender o braço e erguer bem alto a bandeira. Não esquecer nem normalizar, fazer da libertação palestina e da autodeterminação popular parte das nossas lutas. Sem a liberdade das e dos palestinos, não haverá liberdade de ninguém. 

TODA NOSSA SOLIDARIEDADE à luta do povo palestino em todas as trincheiras. 

QUE CAIAM TODOS OS MUROS DO APARTHEID. Que retornem todas as pessoas à sua terra. 

PELO FIM DO COLONIALISMO. Derrotar o terror sionista é tarefa fundamental da humanidade e das/os que lutam por um mundo novo

PELA LIBERDADE DA PALESTINA, PELO DIREITO DE RETORNO

ARRIBA LOS QUE LUCHAN

Coordenação Anarquista Latino-americana


Coordenação Anarquista Brasileira (CAB)

Original -link-

as